“Um SERTÃO de escritores, uma GLÓRIA de leitores”

- Lucas Lamonier - - 16 de agosto de 2016 | - 6:10 - - Home » 20ª Edição» Mais Glória - - Sem Comentários

Nos últimos meses, a Capital do Sertão sergipano se tornou cenário de significativos acontecimentos para a cultura local.

professor-jose-araujo-filho

Professor José Araújo Filho

A noite de 12 de setembro de 2015 ficará, sem dúvidas, marcada na história cultural de Nossa Senhora da Glória. Nessa noite memorável, a pioneira das agremiações literárias do interior de Sergipe, a Academia Gloriense de Letras (AGL), teve a honra e a alegria de ver seu quadro de acadêmicos ser enriquecido, expressivamente, pela chegada de um distinto filólogo sergipano, o PROF. JOSÉ ARAÚJO FILHO, que passou a ocupar a Cadeira nº 11 de Membros Efetivos desse Sodalício, patroneada pela, também educadora sergipana, Ofenísia Freire. Além desse valioso ingresso, concedeu comenda de honra ao mérito a uma digna cidadã gloriense, que muito contribuiu e contribui para o resgate das tradições culturais do município, a Senhora Josefa Alice de Andrade Oliveira (Dona Janete Oliveira).

1-ege

1º EGE (Encontro Gloriense de Escritores)

A AGL e a Academia Literária do Amplo Sertão Sergipano (ALAS) promoveram nos dias 21 a 26 de setembro a SEMANA LITERÁRIA DO I ENCONTRO GLORIENSE DE ESCRITOES (EGE) em Nossa Senhora Glória. O evento movimentou a população da Capital do Sertão com atividades culturais diversificadas em vários espaços do município, sobretudo nas escolas. Professores, estudantes e famílias se envolveram com a edificante e novidadeira ideia de energizar a cultura literária da cidade que já se tornou um referencial por sediar a primeira academia literária do interior de Sergipe. Foram seis dias de intensas atividades: exposição de artistas plásticos locais, mesas literárias, debates, rodas de leitura, apresentações culturais, exibição de filmes, sarau, contação de histórias e lançamentos de livros. O encerramento se deu com uma Missa em Ação de Graças pela Emancipação do Município e, em seguida, um cortejo dos escritores foi conduzido pela Filarmônica Lira Gloriense até a Praça Filemon Bezerra Lemos (Coreto), onde aconteceu o I ENCONTRO GLORIENSE DE ESCRITORES (EGE) e o lançamento da antologia “Um SERTÃO de escritores, uma GLÓRIA de leitores”, que reuniu textos de 30 escritores glorienses e 12 alunos finalistas do concurso literário Profa. Maria Iracema dos Santos.

No dia 09 de outubro, no Salão Paroquial de Nossa Senhora da Glória (Praça da Matriz) o poeta paraibano Geraldo Pereira de Farias (Geraldo Alves) lançou seu livro “Caminhos Calcinados”, segunda publicação literária do poeta e repentista, que é integrante da União de Trovadores do Brasil.

Aos 10 dias de outubro, numa noite memorável, carregada de muita emoção, a AGL robusteceu significativamente seu quadro acadêmico com a posse festiva de dois novos membros efetivos: os professores e poetas CARLOS ALEXANDRE NASCIMENTO ARAGÃO e LUCAS LAMONIER SILVA SANTOS. O primeiro tomou posse na Cadeira nº 13, patroneada pela educadora monte-alegrense Maria Etelvina Nunes Ferreira, e o segundo ocupou a Cadeira nº 14, patroneada pela educadora gloriense Maria Iracema Santos. Além da recepção aos novos confrades, a AGL concedeu ainda a comenda de honra ao mérito para uma digna gloriense que dedicou boa parte da vida à educação do município: a professora Maria Luzinete Oliveira.

Lucas Lamonier

Por: Lucas Lamonier

Professor, administrador e membro da ALAS.

Enium Interativa Criação de sites

Deixe seu comentário!

Para: “Um SERTÃO de escritores, uma GLÓRIA de leitores”