São João no Rancho

- Euvaldo Lima - - 4 de junho de 2014 | - 9:15 - - Home » 8ª Edição» Mais Glória - - Sem Comentários

rancho

O povoado Lagoa do Rancho, desde tempos mais remo­tos, sempre prezou pelos festejos juninos. Um dos precursores desses eventos foi o sau­doso senhor Osvaldo. Contudo, nos dias atuais os festejos são realizados de forma pontuais, aqui cabem como exemplos o São João da Família e a o São João da Escola Professor Torres. Ambos já são tradicionais no referido povoado.

O São João da Família como ficou conhecido, teve início em 2004. Tudo por inspiração de Dona Rosinha, a en­tão viúva do Senhor Manoel Bolachão e mãe de Edilair Delfino. Com intuito de presentear a sua mãe, visto que esta era um apaixona­da pelo forró pé de serra, e da mesma forma pelo rei do Baião, Daílsa Delfino e seu esposo, João Sá, contrataram o velho e experiente sanfoneiro, Tenen­te foi quando começaram e mantive­ram essa tradição. Edilair lembra com saudades: “Era apenas para a família, isso porque mamãe gostava muito de pé de serra e de Luiz Gon­zaga”. Fecha­ram a rua, hoje como o nome de Ma­ria Rosa Del­fino, a Dona Rosinha e criaram um verdadeiro arraial. O que era para ficar entre a família, passou a ser de cunho público e aprovado pelo povo ranchense.

A Escola Municipal de Ensino Fun­damental Professor Torres, é a mais antiga do povoado. A instituição já serviu de espaço para bailes memorá­veis. O São João tinha lugar cativo no mês de Junho. Contudo, com o passar do tempo esse evento na região foi se apagando. Um grupo de professores juntamente com a saudosa diretora, Ivete Aragão, trataram de resgatar a tradição.

Desde 2005, com incentivo do governo local, o evento mobiliza todo o povoado devido as várias atrações artísticas, além das disputas entre as séries escolares que concorrem com suas barracas ornamentadas com objetos e comidas típicas da região, concurso de danças, pau de sebo, qua­drilhas juninas, desfile de carroças de burro enfeitadas, peças teatrais, caça tesouro, além de outras competições.

Nessa região o forró pé de serra dá o tom para a de­monstração da rica cultura local. Após as apresentações, idosos e jovens se misturam para juntos, celebrar a preservação da tradi­ção local. A Escola está de parabéns por unir o útil ao agradável, é uma forma lúdica de conhecer melhor nossos artistas e cultura, ao tempo que preserva o velho forró pé de serra. Uma verdadeira aula extrassala.

Euvaldo Lima

Por: Euvaldo Lima dos Reis

Comerciante, Poeta Feiranovense, Esposo da Pedagoga Marta Maria da Silva Reis, divide com Deus a paternidade de quatro estrelas denominadas, LIZZE, BRIZZA, KAIPPE e KAIZZE. Autor do livro de poesia um sopro em versos, de dezenas de cordéis, participou das antologias, Retalhos, Unidos na Fé, e no mês 02/12, classificou 04 das cinco poesias num concurso no Tocantins á nível de Brasil, qual será publicada na antologia “Veloso 2012”, Foi um dos diretores da revista flash, membro das diretorias de diversos órgãos sociais voltados para o voluntariado na região, idealizador e diretor geral do projeto Revista Maisglória.

Enium Interativa Criação de sites

Deixe seu comentário!

Para: São João no Rancho