Raid da Amizade: Há 10 anos fazendo do Sertão um “mar de cavalos”

- Daniel - - 5 de julho de 2016 | - 11:28 - - Home » 15ª Edição» Eventos» Mais Glória - - Sem Comentários

Inicialmente, uma simples viagem a cavalo com apenas dez amigos reunidos. Atualmente, uma festa popular, que já completa uma década de vida, com direito a números grandiosos, dignos de grandes eventos.

Este é o Raid da Amizade, que em 2014 chegou à marca de 10 anos de existência. Na sua edição comemorativa, conseguiu reunir aproximadamente 6.000 cavalos, marca que bateu o recorde da edição anterior que havia reunido cerca de 4.000 animais.

Dificuldades

Um dos organizadores, Djalcir Aragão, conta que inicialmente, por se tratar de um simples passatempo organizado por amigos, não houve dificuldades para que a pequena viagem a cavalo acontecesse, mas a partir do segundo ano quando se tornou um evento e ganhou o nome “Raid da Amizade”, surgiram empecilhos financeiros relacionados à obtenção de patrocínios do comércio local “No início era complicado, mas depois passamos a ter uma parceria com o comércio local, fator importantíssimo para evolução do Raid”. O organizador também ressaltou a importância e contribuição dadas pelo ex-vereador e atual prefeito Chico do Correio ao evento “Desde quando era vereador Chico nos apoiava, e agora como Prefeito Municipal, vem nos ajudando mais ainda”.

Objetivos

Criado com o objetivo de se tornar um dia de lazer para os apaixonados por cavalo, o Raid da Amizade passou a ter objetivos mais nobres ao decorrer dos anos. Djalcir explicou que além de promover a diversão para os cavaleiros, a cavalgada serve como instrumento de inclusão social “O cavalo tem o poder de modificar as pessoas” concluiu o organizador, que ainda disse ver o evento como forma de Raid da Amizade: Há 10 anos fazendo do Sertão um “mar de cavalos”distração para jovens que não possuem oportunidades de lazer.

O sonho

Idealizado em Nossa Senhora da Glória, cidade famosa pelos apelidos de “Capital do Sertão” (por conta da sua localização geográfica centralizada no Alto Sertão) e “Capital do Leite” (pelo alto número de produção de leite que abastece toda a região), o Raid rapidamente se tornou mais uma página da popular cultura sertaneja e gloriense, fato que despertou um sonho nos organizadores deste passeio a cavalo que demonstra parte da riqueza cultural da região, é o que conta Djalcir Aragão “Se hoje somos apelidados de Capital do Leite e Capital do Sertão, por que não sermos chamados futuramente de Capital do Cavalo?” questionou de maneira emocionada, com um olhar sonhador e esperançoso de um homem que ao lado de 15 outros articuladores, mais de 6.000 cavalos e milhares de cavaleiros lutam para manter viva a tradição da cavalgada e o amor a um dos animais mais admirados pelo homem: O Cavalo.

Daniel

Por: Daniel Rezende

Estudante de Comunicação Social – Jornalismo; Habilitado como Jornalista com DRT/SE 2.049; Sócio e Repórter do Mais Sertão; Apresentador e Repórter da FM Boca da Mata; Vice-Presidente da Associação dos Universitários de Glória.

Enium Interativa Criação de sites

Deixe seu comentário!

Para: Raid da Amizade: Há 10 anos fazendo do Sertão um “mar de cavalos”