Plantão do Humor #2

- Lohan Lima Oliveira - - 30 de Abril de 2014 | - 2:38 - - Home » 2ª Edição» Humor» Mais Glória - - Sem Comentários

O plantão desta edição traz notícias que percorreram os meios de comunicação em todo o mundo. Foram fatos polêmicos, engraçados e outros bem sérios.
Nestes últimos o humor se posta como sinal de indignação. Começarei com a controvertida nacionalização da petroleira espanhola YPF pela presidente Cristina Kirchner. Tal acontecimento estremeceu as relações entre a Argentina e a Espanha. Há quem diga que o país europeu nacionalize, em contrapartida, o jogador Lionel Messi. Olhem que a Espanha sai ganhando, pois o jogador vale mais que a petroleira.

Falando em Messi, que mancada, hein? Perdeu o pênalti e o acesso à final da Liga dos Campeões da Europa. Os boatos são fortes de que ele passaria um mês no Flamengo, a convite do Ronaldinho, aproveitando o tempo de “férias” no clube da Gávea. Mas, infelizmente, ele não poderá vir, pois não passou no teste do bafômetro.
arma(Primeiro-ministro espanhol Mariano Rajoy aponta uma arma para a cabeça do jogador argentino de futebol Lionel Messi, como se o sequestrasse.)

No mês de abril tivemos um feriado nacional num sábado, o dia de Tiradentes. Muita gente ficou indignada e cheguei a ouvir que “o Tiradentes deveria ser enforcado nas terças ou quintas-feiras, pois ficaria fácil ‘enforcar’ as segundas e sextas-feiras”. Ainda falando do protagonista da Inconfidência Mineira, certa vez perguntaram a um aluno do 4° ano: Quem foi Tiradentes? O garoto respondeu: Foi um feriado. Assim são vistos os supostos “heróis” brasileiros.

Vamos falar de política.
A mais nova dupla sertaneja de Goiás está fazendo o maior sucesso em Brasília. Trata-se de Demós e Cachoeira. Eles lançaram o seu álbum intitulado “No rancho fundo da CPI”. Por falar em Demóstenes, andam comentando que o seu partido, o Democratas, cuja sigla é DEM, terá um novo slogan: “é dendo que se recebe”. E o Sarney? Está escapando de tudo quanto é “i”, de CTI a CPI.
neymar-e-tietado-durante-sessao-solene-no-congresso-1334076904700_1024x768

Quem esteve no Congresso Nacional recentemente foi um grande driblador, o Neymar. Ele só não esperava encontrar lá os mestres dos dribles, especialistas em driblar fiscalizações, investigações, Receita Federal…

Já aqui em Sergipe os rumores se consolidaram e a relação entre o Governador e o Senador acabou.
Quem está curtindo essa novela é o ex-governador do chapéu de couro e a sua equipe. Dizem nos bastidores que a música mais ouvida por ele é aquela de Roberta Miranda: “Duas taças brindando um amor desfeito”.

Para encerrar o plantão deste mês, trago uma piada enviada por Euvaldo Lima que serve de reflexão para o Dia do Trabalhador dentro e fora do serviço. Vejam só.
Três trabalhadores de uma empresa de limpeza estão num andaime, lavando os vidros de um grande edifício.
> De repente, um deles dá um gemido, vira-se pro outro ao lado e diz:
> – Ai, ai, ai, que dor de barriga! Precisamos descer!
> – Você está louco! Vai demorar a vida toda – fala o colega.
> – Mas eu não tô aguentando mais, cara! Não vai dar tempo de descer!
> – Então, bata na janela e peça pra senhora deixar você usar o banheiro! Aconselha o amigo.
> Foi o que ele fez. Assim que a senhora permite a sua entrada pela janela. Ele corre para o banheiro.
> Está lá o cara, tranquilo, fazendo suas necessidades, quando ouve uma gritaria danada.
> Quando sai, vê que o andaime tinha quebrado e os dois amigos tinham se espatifado no chão.
> No dia seguinte, no velório, estão lá os amigos, as viúvas inconsoláveis e o cara acompanhado da esposa.
Quando chega o dono da empresa onde trabalhavam, imediatamente todos fazem silêncio. O empresário começa o seu discurso, dirigindo-se às viúvas:
> – Sei que foi uma perda irreparável, mas posso, pelo menos, tentar aliviar tamanho sofrimento. Isso nunca aconteceu em nossa empresa que sempre pensou na segurança dos funcionários. Eu me sinto muito triste e ajudarei as viúvas em tudo que puder. Como sei que as senhoras pagam aluguel, darei uma casa para cada uma. Também sei que as senhoras dependem de ônibus, por isso, darei um carro pra cada uma. Quanto aos estudos de seus filhos, não se preocupem mais, pois tudo será por conta da empresa até que terminem a faculdade. Para finalizar, as senhoras receberão todos os meses 3 mil reais, para as comprinhas da ‘cesta básica’.
> A mulher do sobrevivente, já meio arroxeada, não se contendo mais, belisca o marido e fala:
> – E O BONITÃO CAGANDO, NÉ?!

Lohan Lima Oliveira

Por: Lohan Lima Oliveira

Natural de Nossa Senhora da Glória, onde nasceu em 1991. Filho dos comerciantes Domingos Alves Oliveira e Gilvanete Romão Lima morou até 2003 na cidade natal quando se mudou para Gararu. Nessas duas cidades conviveu no universo comerciário e escolar, este último que deu impulso para seus trabalhos de humor. Apesar de amadoras, suas aparições em peças teatrais arrancavam algumas risadas, o que fez o mesmo se interessar mais pelo humor de modo geral. Atualmente, reside em Aracaju e cursa Geografia na Universidade Federal de Sergipe.

Enium Interativa Criação de sites

Deixe seu comentário!

Para: Plantão do Humor #2