Panorama das eleições 2012

- Kaippe Arnon Silva Reis - - 13 de Maio de 2014 | - 4:41 - - Home » 4ª Edição» Mais Glória - - Sem Comentários

eleicao2012

Antigamente, eleição no Brasil era assim: voto aberto e permitido a poucos. Hoje, ao contrário, é secreto e democrático. Modernizamo-nos e temos um dos processos eleitorais mais seguros do mundo. Para aumentar a segurança, no dia 7 do mês passado, 1,3 milhão de sergipanos puderam exercer a cidadania através do voto biométrico com reconhecimento digital. Todavia, nem todos compareceram. Do montante, 5% não compareceram às urnas. No estado, 168 urnas (4% do total) precisaram ser substituídas, mas, em nenhum caso, foi necessário retornar à antiga maneira de votação, a cédula de papel. Aracaju foi o município com maior número de substituições: 23 urnas.

Houve algumas desistências de candidaturas, na última hora. Além de Almeida Lima (PPS) na capital sergipana, que anunciou saída da disputa no debate da TV Sergipe; o ex-deputado Armando Batalha (PSB) desistiu do pleito à Prefeitura de São Cristóvão, fazendo-se substituído por Rivanda Batalha, sua esposa e ex-vereadora do município de Aracaju. Em Itabaiana, uma das eleições mais acaloradas do estado, dois homens foram pegos em flagrante num carro de passeio com R$ 800,00 (oitocentos reais), 26 mil “santinhos”, uma faca, um crachá e uma lista com os nomes de 13 pessoas que teriam supostamente vendido seus votos. Na capital, a PRE (Procuradoria Regional Eleitoral) recebeu 35 denúncias de irregularidades, sendo a boca de urna o crime mais recorrente. Ao fim de mais uma eleição, ficou confirmado que não se deve confiar em pesquisas eleitorais, seja em São Paulo, maior colégio eleitoral do país, onde o candidato que até então aparecia liderando, sequer irá disputar o segundo turno; seja em Nossa Senhora da Glória, com pouco mais de 22 mil eleitores, segundo o TRE, resultados de pesquisas davam conta de que o candidato Jairo de Derninho venceria as eleições com diferença de 7,3% dos votos.

Dias depois, o então candidato Chico do Correio apresenta resultado de pesquisa que lhe dá larga vantagem de 21,5 % da preferência da intenção de votos. Não foi o que aconteceu. O pleito na Capital do Sertão se mostrou um dos mais acirrados do estado, resultando numa insignificante diferença de 316 votos! Uma ligeira vantagem de 1,64 % dos votos válidos. Independente de quem ganhou, lembro a você, cidadão, o mais importante: a partir do dia primeiro de janeiro de 2013, devemos cobrar dos vencedores tudo o que prometeram em suas campanhas e ficar atentos para que não repitam certos erros, sob pena de não serem reconduzidos ao próximo mandato.

Kaippe Arnon Silva Reis

Por: Kaippe Arnon Silva Reis

Comunicador formado pela Universidade Federal de Sergipe e artista nas horas vagas.

Enium Interativa Criação de sites

Deixe seu comentário!

Para: Panorama das eleições 2012