Lagoa do Carneiro: mais um povoado que constrói Glória

- Euvaldo Lima - - 17 de Maio de 2014 | - 10:31 - - Home » 6ª Edição» Mais Glória» Povoados - - Sem Comentários

O povoado Lagoa do carnei­ro, situado a 10 km da zona urbana de Nossa senhora da Glória, oriundo da von­tade e da força do povo sertanejo, construído de seu suor e de sua deter­minação em enfrentar as dificuldades do mundo no qual apenas a força de vontade é combustível para continu­armos andando em frente, teve seu nome a partir da história de um carnei­ro que acabou caindo em uma lagoa na região, fazendo com que a mesma localidade fosse conhecida por esse fato.

Uma história secular, marcada pela ingenuidade de grandes almas que embelezaram a nossa região ao longo de mais de um século, a exem­plo de dona Maria Badalo que desde 1908, escreve sua história e aos 104 anos ainda lembra muitas delas com lucidez.

DSC_0274Grandes também foram os seus primeiros ou mais antigos morado­res, dentre eles destacamos um líder popular conhecido por Siviano, cuja habilidade pra liderar seu povo nas adversidades foi transmitida para seu filho João Vieira Aragão ou, como é popularmente identificado pelos ami­gos e moradores da cidade, João de Siviano, o qual representou aquela comunidade na condição de vereador por três legislaturas.

Na educação um nome ficou na história, o saudoso professor Manoel Serafim, um dos primeiros a fazer-se ponte entre o povoado e a cultura das letras, conhecido também pela cora­gem em expor suas ideias em defesa dos interesses daquela comunidade.

No despertar das tradições do fa­moso forró de pé de serra, um nome surge e enriquece o povoado, o pre­goeiro Adolfo Agemiro. E na arte de partejar, os filhos mais antigos do povoado eram recepcionados pelas mãos san­tas da parteira Solidade.

Entre ou­tros perso­nagens que expressam o po­tencial lacto do município, encontramos o senhor José Valberto Aragão (Zete), renomado fazendeiro que coleciona os mais im­portantes troféus oferecidos pelo par­que de exposição desta cidade, tanto no tocante a matrizes e reprodutores leiteiros, quanto provenientes de sua preocupação em melhorar o seu reba­nho. Além de beneficiado com a rodo­via que liga a sede do município a ci­dade de Carira, o povoado conta com uma filial da Igreja Católica Apostólica Romana, uma associação de produto­res rurais bastante atuante, Associa­ção de Lavradores Rurais de Lagoa do Carneiro, um salão no qual as sessões da associação são realizadas, um cam­po de futebol, além da estrutura bási­ca para uma comunidade de tal porte com água, energia, posto de saúde e etc.

Um dos pontos promissores na­quela comunidade, é a visão empre­endedora de um dos seus filhos, o empresário Carlos Oberto Aragão, que instala uma microempresa familiar, no ramo de laticínio, para beneficiamen­to da produção leiteira de familiares e produtores mais próximo, e graças ao empenho e visão inovadora, hoje na nossa bacia leiteira começa a desta­car-se como um dos mais organizado do ramo alem de maior empregador no povoado, lá são produzidos, queijo, requeijão, manteiga, mussarela entre outros, firmando-se como base de sustentação para economia daquela comunidade.

Euvaldo Lima

Por: Euvaldo Lima dos Reis

Comerciante, Poeta Feiranovense, Esposo da Pedagoga Marta Maria da Silva Reis, divide com Deus a paternidade de quatro estrelas denominadas, LIZZE, BRIZZA, KAIPPE e KAIZZE. Autor do livro de poesia um sopro em versos, de dezenas de cordéis, participou das antologias, Retalhos, Unidos na Fé, e no mês 02/12, classificou 04 das cinco poesias num concurso no Tocantins á nível de Brasil, qual será publicada na antologia “Veloso 2012”, Foi um dos diretores da revista flash, membro das diretorias de diversos órgãos sociais voltados para o voluntariado na região, idealizador e diretor geral do projeto Revista Maisglória.

Enium Interativa Criação de sites

Deixe seu comentário!

Para: Lagoa do Carneiro: mais um povoado que constrói Glória