Dicas & Curiosidades

- Prof. Vasko - - 30 de Abril de 2014 | - 11:29 - - Home » 2ª Edição» Dicas e Curiosidades» Mais Glória - - Sem Comentários

Cuidado com os homófonos

dicas-e-curiosidades

Na edição anterior, conhecemos alguns exemplos de palavras parônimas. Agora vamos adentrar no fantástico mundo da homofonia. Como sabemos, homo (igual, mesmo) + fono (som, voz, pronúncia). Então, palavras homófonas são as que têm a mesma pronúncia, embora apresentem grafias diferentes.

Exemplos:
O médico informou que o problema do bebê era acistia (nascera sem bexiga).
Meu pai assistia (presenciava) à missa todos os domingos.
As crianças acordam (despertam do sono) muito cedo.
O acórdão (sentença do tribunal) foi prolatado ontem.
Não mais se usa acento (sinal diacrítico sobre vogais) na palavra “jiboia”.
Pela minha impontualidade, não consegui assento (cadeira, poltrona).
Sempre gostei de caçar (abater ou capturar animais).
Os deputados querem cassar (subtrair) o mandato do colega ímprobo.
Minha impressora está sem cartucho (recipiente descartável, com tinta).
Meu tio não é salesiano e sim cartuxo (fra¬de da Ordem fundada por São Bruno).
O caju estava mergulhado na calda (xarope de água e açúcar).
Não é recomendável pisar a cauda (rabo) de qualquer réptil.
Sem (desprovido de) dinheiro, não poderei comprar cem (uma centena de) animais.
Sinto (lamento) muito, mas viajarei sem o cinto (faixa que rodeia o meio do corpo).
Serrou (cortou com serrote) vários troncos de árvore.
Ao sair, o ladrão cerrou (fechou) o portão .
Não era mais ídolo, pois já havia descido (do verbo descer) o último degrau da fama.
Eu decido (do verbo decidir) o que é melhor para mim.
Sem escoamento, esta água vai empoçar (formar poça).
O bispo prometeu empossar (dar posse) o pároco, antes do final deste mês.
Esta criança precisa trocar fralda (peça íntima infantil ou senil), de duas em duas horas.
O administrador desonesto frauda (falsifica) o processo licitatório.
Nunca deveria ter emitido aquele maldito cheque (documento contábil).
Denunciei e não me arrependo, mas minha família agora está em xeque (perigo).
Esta é a melhor fase (etapa, período) da minha vida.
Senhor, faze (2ª pessoa do singular do imperativo do verbo “fazer”) a tua vontade.
O negro manto da noite desce (cai) lenta¬mente.
Só queria que ela me desse (dedicasse) mais atenção.
A escassez de alimentos levou os habitantes à contenção (luta, competição).
Não há vitória, sem contensão (grande es¬forço).
Devo agradecer a Santo Expedito a graça (benefício) alcançada.
Qualquer notícia sobre pedofilia grassa (espalha-se) rapidamente pela cidade.
Durante a festa, houve (aconteceu) um grande tumulto.
O Governo parece que não ouve (escuta) os clamores populares.
Iço (levanto) aquelas marombas com mui¬ta facilidade.
Isso (essa coisa) não se faz com um amigo de tantos anos.
Nem todo incipiente (que principia) é insipiente (que não sabe).
Nosso futuro é incerto (desconhecido).
Encontrei seu dicionário inserto (inserido, introduzido) entre duas gramáticas.
Era enorme o laço (nó) de fita que enfeitava o bolo de aniversário.
Meu chefe já não era mais tão enérgico. Mostrava-se lasso (cansado) nas suas atitudes.
Fui mal (não bem) avaliado por culpa de um mau (não bom) colega.
Às vezes, o aluno é inteligente, mas (porém) preguiçoso.
Planejou tudo com más (não boas) intenções.
O rapaz exibia uma postura mulheril (tipicamente feminina).
Quando cheguei à festa, o mulherio (conjunto de mulheres) veio em peso me abra¬çar.
Subiu o nível (superfície) da água.
O susto deixou-a com semblante níveo (branco como a neve).
Estávamos a dez passos (unidade de caminhada) do abismo.
Imperadores têm mania de construir paços (palácios) luxuosos.
Os pais (o pai e a mãe) são os melhores amigos.
A justiça leva à paz (harmonia).
O fato é recente (novo).
A população se ressente (sente profunda¬mente) da falta de chuvas.
Em nome do Prefeito, desejo saudar (cumprimentar) as autoridades presentes.
Minha meta é saldar (quitar, liquidar) todas as minhas dívidas, até o próximo dia 20.

www.infonet.com.br/prof.vasko
prof.vasko@infonet.com.br

Prof. Vasko

Por: Prof. Vasko

Aposentado do Banco do Brasil, advogado, jornalista, radialista e filiado à ASI. Pós-Graduado em Administração de Empresas, Didática Superior, Gestão Escolar e Língua Portuguesa. Com outros professores, fundou, em 1970, o Ginásio Comunitário Dom José Vicente Távora, em Nossa Senhora da Glória (SE). Apresentou programa em TV. Lecionou Matemática, Português e Direito. Ocupa a Cadeira nº 13 do MAC da Academia Sergipana de Letras. É Diretor do POLICURSO.

Enium Interativa Criação de sites

Deixe seu comentário!

Para: Dicas & Curiosidades