Câncer, uma experiência humana

- DR. Carlos Alberto - - 12 de Janeiro de 2017 | - 10:21 - - Home » 27ª Edição» Mais Glória» Religião - - Sem Comentários

Como ocorrem as tempestades? Para que servem? Será que só trazem estragos e destruição ou será que o lodo deixado por elas funciona como fertilizante, fortalecendo a árvore da vida em que nos encontramos?

De repente, nossa vida, do ente familiar querido ou do amigo. As sensações de impotência, desamparo e fragilidade fazem com que nos reconheçamos falíveis e impermanente.

A necessidade de ressignificação da vida, da mudança de hábitos e comportamentos nos leva a uma maior aproximação da natureza humana, dos nossos familiares em especial, dos nossos amigos. Vemos no próximo um sofrimento muitas vezes maior que o nosso, necessitando, portanto, do auxílio que pudermos prestar e do apoio para prosseguir na sua caminhada.
Com esse diagnóstico e egoísmo, de sentimentos negativos que nos acompanharam durante tanto tempo e que foram minando nossa estrutura física, permitindo, com isso, a manifestação do temível câncer. Este agora encurta nossa expectativa de vida, mas, ao mesmo tempo faz com que o nosso olhar se volte para o alto, para o criador e por fim para Deus.

Ele, com sua misericórdia e justiça, proporciona a escrita de um novo capítulo da nossa existência, desta vez atentando para uma educação dos nossos sentimentos, que serão responsáveis por atitudes e transformações significativas. Portanto, não se trata de punição, mas de um processo despertador que nos acordar de um sono que estava nos levando a um distanciamento das leis naturais, morais e divinas, empurrando-nos para um sofrimento maior e contrário ao objetivo da nossa vida.

Trata-se de um processo evolutivo ao qual todos nós estamos inseridos.

As experiências são sempre individuais, porém servem de exemplos para tantos que necessitam de fé, ou seja, a ausência de dúvidas, de que somos amados e amparados pelo alto. De esperança, essa janela aberta pela qual vislumbramos o que Deus deseja para nós isso dito por um escritor e a cura, tão almejada e evidenciada por tantos, mesmo quando se depara com prognósticos potencialmente sombrios. Porém muitas vezes com desfechos positivos que são denominados por alguns como milagres.

Atentemos para a necessidade do cuidado do corpo e do espírito para que essa harmonia permita o equilíbrio que promove a saúde integral do indivíduo, movidos pelos benfeitores espirituais, pela espiritualidade maior e amiga capitaneada pelo criador: Deus.

DR. Carlos Alberto

Por: DR. Carlos Alberto

Ginecologista, obstetra, diretor da Clínica
Homo, conferencista, vice-presidente da AME/
SE Associação Médico Espírita de Sergipe

Enium Interativa Criação de sites

Deixe seu comentário!

Para: Câncer, uma experiência humana