Bodas de Ouro

- Edson Magalhães Bastos Júnior. - - 20 de Maio de 2014 | - 7:42 - - Home » 6ª Edição» Mais Glória - - Sem Comentários

IMG_8260

Costuma-se dizer que a cele­bração de um matrimônio dura poucos minutos. O ma­trimônio, entretanto dura uma vida, ou várias, quando produz frutos e realizações. A verdadeira ce­lebração acontece a cada dia, nas lutas diárias a partir das quais se constrói o verdadeiro amor, não aquele preconi­zado em contos de fadas e nos roman­ces populares e sim, um que extrapola os limites da alegria e, absorvendo-a, divisa uma forma de felicidade basea­da na amizade, na parceria, na cumpli­cidade total, na confiança, no respeito às diferenças, no amor fraterno.

Cinquenta anos de convivência não são 60 minutos de cerimônia. São um mosaico de histórias felizes e dissa­bores, conquistas e derrotas, ganhos e perdas, encontros e desencontros e, sobretudo, de cooperação, de amor, de querer, entrega e sacrifício, de par­ceria em torno de uma missão. Em um mundo contemporâneo marcado pelo consumismo exacerbado, pela de­gradação das relações interpessoais, pela desvalorização da vida através de mensagens que fazem apologia a uma volatilidade das relações, come­morar cinquenta anos de casamento é mais do que uma conquista familiar, é uma mensagem sobre a inexistên­cia do acaso, sobre a concretude das afinidades espirituais entre os indiví­duos, sobre um amor que, como nos ensinam os filósofos, cresce de Eros (desejo carnal) para Ágape (entrega e amor incondicional), sobre uma feli­cidade serena. Nos ensina uma forma concreta de fé, de encarar as provas e situações da vida de forma menos in­dividualista e mais fraterna.

A vida do casal José Vieira de Santana e Maria Josefa testemunha essa realidade. O que leva um casal a galgar esse patamar? Quais são os ingredientes? Qual a lógica? Quais os valores que os mantêm unidos? O que permitiu a construção de uma grande família? O sorriso consolador, a fé con­creta fundada em uma perspectiva es­piritual da vida em sociedade, fez com que esse casal fosse um porto seguro para tantos indivíduos em momentos difíceis da vida. Um exemplo para mui­tos, demonstrando uma compreensão mais ampla de família. Esse casal de luz continua irradiando alegria, espe­rança e amor entre todos. Parabéns amigos, que a missão de vocês aqui na Terra continue rendendo bons frutos entre todos os corações que tiverem a oportunidade de cruzar a vida de vo­cês.

Edson Magalhães Bastos Júnior.

Por: Edson Magalhães Bastos Júnior

Graduado em Geografia Licenciatura (2003) e Geografia Bacharelado (2006) pela Universidade Federal de Sergipe e Especialista em Geotecnologias pelo Centro Federal de Educação Tecnológica de Sergipe (2007). Atualmente é Técnico em Reforma e Desenvolvimento Agrário, no Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – INCRA, em Sergipe. Ademais, desenvolve atividades na área de Geotecnologias, nos seguintes eixos: Cartografia Digital, Sensoriamento Remoto, GIS e WebGIS (Webmapping). Atualmente coordena a Diretoria de Geografia e Cartografia da Superintendência de Estudos e Pesquisas, na Secretaria de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão (SEPLAG/SE). Participa do Grupo Espírita Luz e Caridade, de Nossa Senhora da Glória, estuda música, Flauta Transversal, ama Rosana e sua princesa, Hannah.

Enium Interativa Criação de sites

Deixe seu comentário!

Para: Bodas de Ouro