Artes e pinceladas que recriam o sertão

- Nana - - 25 de junho de 2014 | - 11:19 - - Home » 12ª Edição» Cultura» Mais Glória - - Sem Comentários

Desde cedo descobriu que tinha o dom de transformar um pe­daço simples de madeira numa obra de arte, Maria da Graça Santos ou “Graça de Véio” como costuma ser chamada é artesã, nascida no município de Graccho Cardoso, nos últimos vinte anos escolheu a capital do sertão Nos­sa Senhora da Glória para fazer sua morada, acompanhada de seu ilustríssimo esposo o renomado artesão mestre Véio.

Na sua infância apesar do extenso e fa­tigante trabalho na lavoura e nos pastoreios seguindo seu pai, fazia bonecos de barro com a lama das chuvas nas estradas e cur­rais por onde passavam, assim timidamente moldava suas peças no barro. O tempo foi passando, conheceu e casou-se com o ar­tesão Véio, assim, aflorou seus desejos em colocar em prática na madeira o que fazia com o barro em suas brincadeiras de infân­cia, também começou a pincelar e desco­brir nas cores e nas formas inspiração para a sua vida. Apesar de seu magistral talento, suas obras ainda estão no anonimato. Vale à pena visitar e conferir de perto o trabalho da artesã Graça de Véio, esculpindo a madeira e pincelando seus quadros.

O manuseio compassado vai transfor­mando madeira em arte e tela em quadros e assim, a arte gloriense vai ganhando espaço e conquistando o mundo, cada peça criada lhe rende destaque. Nas margens da rodo­via que liga Glória a Feira Nova estão as pe­ças à espera dos apreciadores da arte.

arte

Nana

Por: Nana Santana

Formação: Turismóloga pela Faculdade de Sergipe, Licenciatura em Geografia pela Universidade Federal de Sergipe, Especialista em Educação ambiental pelo Senac/SE, Especialista em Políticas públicas
com foco em gênero e raça pela Universidade Federal de Sergipe e Mestranda em desenvolvimento regional e Gestão de empreendimentos locais pela Universidade Federal de Sergipe.

Enium Interativa Criação de sites

Deixe seu comentário!

Para: Artes e pinceladas que recriam o sertão