Ações da Academia Gloriense de Letras em 2015

- Academia Gloriense de Letras - - 3 de Abril de 2016 | - 9:06 - - Home » 22ª Edição» Mais Glória - - Sem Comentários

68271_119483084878329_956452774_nAbrindo as atividades de 2015, a AGL realizou uma Mesa Redonda sobre Cinema e Educação, para a qual foram convidados os professores Dr. Napoleão Queiroz (UFS) e Dr. Rivaldo Lima (UFS). Na oportunidade, houve o lançamento do livro “Ao Mestre, com Carinho: Cinema e Educação”, obra seu capítulo 20, assinado pelo acadêmico Jorge Henrique Vieira Santos (Presidente) e pelas professoras Maria do Carmo Sousa e Manuela Ramos/UFS.

Em julho, a AGL celebrou a chegada do ilustre glorienseSergival Silva ao seu quadro acadêmico. O artista, cantor e compositor tomou posse na cadeira nº 02 de membros correspondentes, patroneada pelo poeta João Sapateiro. Na mesma sessão, foram concedidas a Medalha de Honra ao Mérito ao artesão Cícero Alves dos Santos, o “Véio”, e as professoras e escritoras Leunira Batista Santos Souza e Leonice Santos Lima.

Também em julho, fruto de uma parceria produtiva com os confrades Carlos Alexandre, Lucas Lamonier e com a poetisa, cronista, professora da UFS, Dra. Christina Ramalho, a AGL trouxe a Sergipe o professor e poeta Frederico Barbosa, diretor da Casa das Rosas (SP), que ministrou a oficina de criação “Som e imagem da poesia: Como impactar com palavras” para um público significativo de glorienses e visitantes.

No início de agosto, a poeta e cronista Christina Ramalho ministrou o minicurso “A História da Arte em Diálogo com a Poesia”. Ainda em agosto, retornou a Glória para ministrar a oficina de criação “A Arte da Crônica: A Crônica como Arte”. Mediou também, na mesma ocasião, a Mesa Redonda “Música e Poesia” e realizou o lançamento de dois livros: “A poesia da canção: estudos de letras da MPB” e o livro GENTE (crônicas). Este último conta com a participação de dois jovens cronistas glorienses.

Em setembro encerrou seu ciclo de oficinas. O Prof. Dr. Alberto Roiphe (UFS) ministrou a oficina “Literatura de Cordel: Leitura e Escrita” para um público formado de professores e estudantes da localidade e região.

Ainda em setembro, numa noite memorável, a AGL recebeu em seu quadro de acadêmicos o filólogo sergipano, o Prof. José Araújo Filho, que passou a ocupar a cadeira nº 11 de Membros Efetivos do Sodalício, patroneada pela memorável Ofenísia Freire. Foi concedida ainda, na mesma sessão, a comenda de Honra ao Mérito a uma digna cidadã gloriense Senhora Josefa Alice de Andrade Oliveira (Dona Janete Oliveira).

Também em setembro, a AGL foi parceira da maior festa literária já realizada em nosso município: O I Encontro Gloriense de Escritores, idealizado pelo confrade Lucas Lamonier. O evento movimentou toda a cidade com atividades culturais diversificadas em vários espaços, sobretudo nas escolas públicas. Instituiu um momento de socialização e reflexão sobre a produção escrita local, criando oportunidade para novos escritores e contribuindo, significativamente, para a formação de um público leitor. Culminou com o lançamento da antologia “Um sertão de Escritores, uma Glória de Leitores”, obra que reúne textos de trinta autores glorienses, além de doze textos dos alunos finalistas do 1º Concurso Literário Professora Iracema dos Santos.

Em outubro, a AGL recebeu em festa os professores e poetas Carlos Alexandre e Lucas Lamonier em seu quadro acadêmico. O primeiro tomou posse na cadeira nº 13, patroneada pela educadora monte-alegrense Maria Etelvina Nunes Ferreira, e o segundo ocupou a cadeira nº 14, patroneada pela educadora gloriense Maria Iracema Santos. Foi concedida ainda a Medalha de Honra ao Mérito à professora gloriense Maria Luzinete Oliveira.

A AGL foi parceira do Concurso Literário de contos, crônicas e poesias da Loja Maçônica do Cotinguiba, idealizado e mantido pelo confrade Domingos Pascoal. Permaneceu parceira da Bienal do Livro, da cidade de Itabaiana, que em outubro, realizou sua terceira edição. Nesta edição, por indicação dos membros da AGL, o artesão Cícero Alves, o “Véio” foi homenageado com Troféu Falcão de Ouro. A AGL comemorou também com seu confrade Carlos Alexandre, que também foi homenageado com o mesmo troféu, por indicação dos membros da ALAS.

Em novembro, a AGL se somou ao 1º Encontro de Escritores Monte-Alegrenses e Convidados, idealizado pelo confrade Carlos Alexandre. Também em novembro, a AGL realizou o 1º Seminário das Academias Literárias de Sergipe numa parceria com a Academia Literária do Amplo Sertão. O evento, também idealizado pelo confrade Carlos Alexandre, buscou um diálogo entre as 14 agremiações literárias já existentes no estado, de forma a integrá-las numa ação comum aproximá-las da comunidade. Realizaram-se duas mesas redondas. Na primeira, intitulada “Literatura em Sergipe Ontem”, coordenada pelo acadêmico Jorge Henrique, os debatedores convidados, Drª Christina Ramalho (UFS) e Prof. Me. Wagner Lemos (Dourando USP), refletiram sobre o processo histórico de constituição da Literatura em Sergipe, a partir das obras de Silvio Romero e Tobias Barreto. Na segunda, intitulada “Literatura em Sergipe hoje” e coordenada pelo confrade alano Kelber Rodrigues, os debatedores convidados, o acadêmico Ramon Diego (AGL) e o confrade Rusel Barroso (ALL), fizeram uma reflexão sobre a cena literária atual em Sergipe.

Finalmente, em dezembro, os acadêmicos Euvaldo Lima e Lucas Lamonier foram também agraciados com o prêmio Destaques 2015, num evento promovido pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Nossa Senhora da Glória que, anualmente, homenageia pessoas e instituições que se destacaram em diversas áreas.

Ainda em dezembro, num momento solene e festivo de grande emoção em comemoração ao seu terceiro aniversário, a AGL recebeu em seu corpo acadêmico os pesquisadores Cacia Valeria de Rezende e José Bezerra Lima Irmão. A primeira tomou posse na cadeira nº 12 de Membros Efetivos, patroneada pela educadora gloriense Maria da Glória Costa; o segundo, na cadeira nº 03 de Membros Correspondentes, patroneada pela educadora glorienseCleodice Tavares Lima.

Academia Gloriense de Letras

Por: Academia Gloriense de Letras

A Academia Gloriense de Letras (AGL) é uma entidade autônoma de direito privado e caráter lítero-cultural, sem fins lucrativos, com sede e foro em Nossa Senhora da Glória (SE) que, congregando pessoas irmanadas nos sentimentos de solidariedade, tem por fim difundir a cultura das letras.

Leia mais: http://www.academiagloriensedeletras.org/a-academia/

Enium Interativa Criação de sites

Deixe seu comentário!

Para: Ações da Academia Gloriense de Letras em 2015